Este sitio web usa cookies.

Si continúas navegando o pulsas Aceptar, entenderemos que estás de acuerdo con nuestra política de cookies.
Si quieres puedes consultarla aquí: Saber más.

Acepto
Saltar para conteúdo
Logo

DATOS CLAVE Y RESULTADOS

  • Fundada en 1972.
  • Presencia en España, Chile, Perú y Portugal.
  • 12.501 empleados. 350 de ellos con discapacidad.
  • Facturación 2018: 210,6 Mill. € 
  • Más de 1.700 clientes.
  • Áreas de actividad: Soluciones de RR.HH., Facility Services, Outsourcing, Servicios Sociales, Centro Especial de Empleo.
  •  Crecimiento del área de Outsourcing: 36 millones de euros (un 12% más que el año anterior).
  • Sólido crecimiento internacional: 22,7 millones en ventas en Chile (23% más que el año anterior); y 2,3 millones en Perú (60% más).
  • Sólida incursión en Portugal, con un volumen de ventas que supera los 3,3 millones.
  • Todas las empresas certificadas con la Norma de Empresa SGE 21, primer sistema de gestión de la responsabilidad social europeo.
  • Más de una decena de importantes reconocimientos nacionales e internacionales por la gestión de la Responsabilidad Social.
Logo

O Grupo Norte exige uma nova estrutura de trabalho na qual os ETTs possam intermediar contratos fixos

26 | 04 | 18

  • O presidente, José Rolando Álvarez, apela para aumentos salariais vinculados à produtividade e pede o fim dos subterfúgios de terceirização que afetam 4 milhões de trabalhadores.
  • O Grupo Norte aumenta as vendas em 7% para 212 milhões de euros e obtém um resultado operacional positivo de 2,99 milhões, após investimentos significativos em tecnologia e capital humano de anos anteriores.
  • 14 instituições financeiras, entre as quais as mais importantes do país, renovam sua confiança no projeto do Grupo Norte.
  • Ela cresce 42% no Chile e fortalece sua expansão internacional com um novo projeto no Panamá.
  • Reforça seu compromisso com a Responsabilidade Social com 350 pessoas com deficiência em sua força de trabalho e 87 vítimas de violência de gênero contratadas nos últimos 5 anos.

O presidente do Grupo Norte, José Rolando Álvarez, pediu hoje um novo modelo de trabalho para a Espanha que permita às Empresas Temporárias de Trabalho (ETT) mediar contratos de duração indeterminada para favorecer a criação de empregos a taxas mais elevadas, como já Está acontecendo em outros países da União Européia. "Somos os atores naturais do mercado", disse ele, para influenciar, então, que "a temporalidade deve ser a porta de entrada para um emprego fixo e ninguém acumula tanta experiência quanto nós para detectar oportunidades existentes".

 

De acordo com a EPA, durante o ano de 2017, um total de 312,4 mil trabalhadores obteve seu emprego por intermédio de um escritório público, que respondia por apenas 2% dos empregados. Mais um ano, o ETT superou a cifra, obtendo emprego para 538.800 trabalhadores, representando 3,4% do total. No entanto, José Rolando Álvarez explica, "estamos privados da oportunidade de melhorar ainda mais essas estatísticas com contratos de longo prazo". Apenas o Grupo Norte, que é o sexto ETT mais importante em volume de vendas no país, superou 53.000 contratos no ano passado, dos quais quase 1.500 terminaram em contrato por tempo indefinido por clientes que decidem incorporar esses trabalhadores à sua força de trabalho.

 

Na opinião do presidente do Grupo Norte, “a Espanha precisa conectar seu mercado de trabalho com a realidade das empresas por meio de treinamento adequado” e, para isso, insiste, “seria um grande passo que abordássemos o problema dando destaque às Agências de Emprego”. que cobrem todo o itinerário de trabalho, desde o recrutamento até a integração, passando pelo treinamento ”. Os dados mostram a divergência que ocorre na Espanha, onde, com 3,6 milhões de desempregados, há 109.000 empregos vagos, de acordo com o Escritório de Estatísticas da Europa (Eurostat). "O próprio governo reconheceu que há um déficit de profissionais com alta formação científico-tecnológica, mas é que também não encontramos pitters ou soldadores, para dar dois exemplos", acrescenta. Enquanto se aguarda este novo modelo, o Grupo Norte acaba de lançar a Expertia GN, uma consultoria global de Recursos Humanos para responder às novas necessidades das empresas através da gestão de talentos e para fazer crescer as pessoas na sua área. desenvolvimento profissional.

 

Dentro dessa nova estrutura de trabalho, o Grupo Norte defende a negociação coletiva com aumentos salariais vinculados à produtividade. “No nosso caso - explica Álvarez - optamos pelo Total Facility Management (TFM), um novo modelo de inovação que nos permite garantir aos nossos clientes melhores taxas de eficiência e produtividade diretas entre 8-11% e, por extensão, Melhores condições para toda a cadeia de valor. Esse é o caminho. Álvarez também exige medidas efetivas para evitar os subterfúgios praticados por algumas empresas para competir injustamente às custas dos salários dos trabalhadores, “porque, como sociedade, não podemos nos dar ao luxo de ter 4 milhões de trabalhadores que hoje sofrem uma situação injusta porque estão sendo aplicando o acordo errado. ”

 

RESULTADOS 2017: GRUPO NORTE AUMENTA SUAS VENDAS 7% ATÉ 212 MILHÕES DE EUROS

Acompanhado durante seu discurso pela equipe de gestão, chefiada pelo CEO César Ruiz, o presidente do Grupo Norte detalhou os resultados da companhia em 2017, ano que terminou com vendas de 212 milhões de euros, 7% a mais do que o ano anterior, e com um resultado operacional que recupera a tendência positiva de 2,99 milhões.

 

 

“Após os importantes investimentos em capital humano e tecnologia que fizemos nos últimos anos para realizar nossa transformação, 2017 foi para o Grupo Norte no ano anterior e posterior”, resume José Rolando Álvarez, que acrescenta que “o mais que 12.400 profissionais que trabalham no Grupo Norte devem se orgulhar de serem precursores de uma nova indústria de serviços baseada em valor versus custo e capaz de combinar a mais recente tecnologia com o conhecimento humano ”.

 

CONFIANÇA COMPLETA DO SETOR FINANCEIRO


O ano de 2017 também foi encerrado com a renovação da confiança das instituições financeiras no projeto do Grupo Norte, com um acordo que garante um financiamento estável para os próximos 6 anos. No total, 14 entidades, entre as quais as mais importantes do país, endossaram seu compromisso com a empresa de serviços. O modelo funciona, como dois dados refletem: as vendas de contratos para novos clientes aumentaram em 84% (29,6 milhões contra € 10,4 milhões) e a margem de contribuição das linhas de negócio do Grupo em 76% (7,8 contra € 4,8 milhões). E tudo isso com uma redução de 37% nos custos operacionais indiretos (1,8 milhões contra 2,9 milhões de euros).

 

Relativamente à evolução das diferentes divisões de actividade, destaca-se a área de Soluções de Recursos Humanos (selecção, formação e trabalho temporário), que já atinge 99 milhões de euros (34% mais que no ano anterior) e Outsourcing que, com 32 milhões em vendas, experimentou um crescimento de 10%, graças, entre outros, à consolidação de sua liderança na gestão de serviços de emergência com 112 em Castilla y León, na Catalunha e nas Ilhas Canárias. Enquanto isso, a área de Serviços de Instalações (limpeza, segurança, jardinagem, etc.) ainda detém 36% das vendas da empresa.

 

 

CRESCIMENTO INTERNACIONAL SÓLIDO

Os negócios internacionais também estão progredindo a um ritmo excelente, especialmente no Chile, onde foram obtidos recordes de vendas de 17 milhões de euros, representando 8% das vendas totais do Grupo e um aumento de 42% em relação ao ano anterior. A empresa posicionou-se como uma referência clara na limpeza de aeroportos, na indústria alimentícia e também em hospitais e setor clínico. Tendo fortalecido significativamente o equipamento comercial e operacional, a meta para 2018 é superar a barreira dos 20 milhões de euros. Além disso, a posição no Peru e em Portugal está consolidada.

 

O presidente do Grupo Norte também anunciou hoje o crescimento do projeto internacional com o salto para o Panamá, onde a partir deste ano os trabalhos começarão a oferecer serviços de logística industrial e passarão o modelo de atendimento em residências para idosos. José Rolando Álvarez explicou que “estamos estudando a operação há mais de um ano e, recentemente, chegamos a um acordo com parceiros locais, através do qual disponibilizaremos nossos conhecimentos em duas áreas nas quais somos especialistas, como logística e logística. modelo de colaboração de residência público-privada ”.

 

  • RESPONSABILIDADE SOCIAL: OPORTUNIDADES DE TRABALHO PARA OS QUAIS NECESSITAM MAIS
    Durante 2017, o Grupo Norte e a Fundación Grupo Norte continuaram a promover oportunidades de trabalho para pessoas com dificuldades de inserção, mulheres vítimas de violência de gênero, pessoas com deficiência e jovens. “Temos uma política de responsabilidade social ativa, na qual reafirmamos nossos princípios e valores para construir uma empresa melhor e mais justa”, diz José Rolando Álvarez, que também acredita que “as empresas que não o fazem por convicção o farão por causa do sofrimento "

     

    O compromisso contra a violência com base no género centra-se no emprego, com a promoção da integração laboral de 87 mulheres vítimas nos últimos cinco anos e na implementação de programas especializados, como o protocolo contra o assédio ou medidas de conciliação. homens e mulheres. O Grupo Norte também colabora com a Fundação Bancária La Caixa para promover a incorporação de pessoas em risco de exclusão através do Programa Incorpora. Uma colaboração que tem sido realizada em diferentes comunidades autônomas desde 2007, e com a qual mais de mil inserções de trabalho foram alcançadas - principalmente pessoas com deficiências -, o treinamento de habilidades foi promovido e eles promoveram ações de conscientização. Atualmente, 350 pessoas com deficiências fazem parte da equipe do Grupo Norte em suas diferentes atividades.

     

    José Rolando Álvarez queria encerrar seu discurso agradecendo o esforço diário e o comprometimento dos 12.426 profissionais do Grupo Norte, dos quais 6.759 são mulheres, “porque são os melhores embaixadores e o coração de nossa marca onde quer que estejamos e, sem dúvida, o protagonistas da mudança que estamos liderando na nova indústria de serviços ”.

 

Comitê de Gestão do Grupo Norte

 

 

  • Compartir en Facebook
  • Compartir en Linkedin
  • Compartir en Google+